Manutenção de empilhadeiras: tudo o que você precisa saber

 In Dicas

A manutenção de empilhadeiras é imprescindível para manter esses equipamentos funcionando em perfeito estado. Isso, inclusive, aumenta seu ciclo de vida. Além disso, há questões óbvias quanto ao cuidado, já que o dinheiro investido é alto, seja na compra ou no aluguel.

Devemos pensar também nos problemas que seriam causados para uma empresa e todo seu setor logístico caso uma empilhadeira deixasse de funcionar por razões técnicas. Principalmente, se entendermos que sua existência passou a ocorrer justamente pela necessidade de acelerar o processo de carga, descarga e abastecimento de produção.

Dependendo do tipo de equipamento utilizado, sua manutenção é essencial para a saúde e segurança do operador, além da segurança também de todos os trabalhadores que vão circular pelo mesmo espaço das máquinas.

6 Dicas para manutenção em empilhadeiras

Seguindo todas as dicas para a manutenção de empilhadeiras, as chances de ocorrer algum problema em um futuro próximo são drasticamente reduzidas. Assim como a chance de um empresário perder dinheiro com uma parada longa da máquina.

Portanto, veja a seguir 6 dicas importantes:

Esteja atento às instruções da empresa fabricante

Essa dica vale para tudo o que compramos, claro. Mas quando se trata de máquinas caras e imprescindíveis para uma empresa, tudo fica mais sério. Por isso, ler todo o material que a empresa fabricante das empilhadeiras utilizadas em seu negócio oferece é obrigatório.

Atente-se aos intervalos recomendados para se fazer as manutenções. Lembre-se sempre de que a troca de peças é de suma importância para estender a vida útil do equipamento.

Antecipe as manutenções

Cada empresa tem um ritmo diferenciado de carga de trabalho. Além da maneira como sobrecarrega a máquina, dependendo de vários fatores. Estar atento a isso é outra dica válida.

Assim, a manutenção das empilhadeiras pode ou deve ser antecipada, assegurando que não aconteçam surpresas ruins.

Realize inspeções de rotina

Não espere que a manutenção de empilhadeiras seja feita apenas por completo. Pequenas inspeções rotineiras também são importantes.

Empilhadeiras que já têm algum tempo de uso tendem a apresentar ruídos no motor ao serem ligadas, por exemplo. Verificar o óleo do motor, nesse caso, é primordial. Para essa situação é essencial realizar reparos nas correias, trocar a graxa lubrificante, verificar as baterias, os conectores e os cabos.

Outras atividades a serem processadas são: averiguar os cintos de segurança da máquina, as luzes da cabine, os braços mecânicos e o elevador hidráulico.

Observe o registro existente no botijão de GLP

Em uma empilhadeira a GLP é necessário atentar-se ao estancamento do registro existente no botijão de GLP. Em caso de vazamento por rompimento da mangueira de gás, uma das medidas de contenção é fechá-lo imediatamente.

Realize um teste deixando o motor funcionando em marcha lenta. Feche completamente o registro. No intervalo de 4 a 5 minutos o motor deverá se desligar por falta de gás. Se isso acontecer significa que o registro está perfeito.

Ao encontrar qualquer problema anormal com o botijão de GLP, solicite sua troca ou reparo com a empresa fabricante ou profissional especializado.

Estacione a empilhadeira em local apropriado

Não deixe uma empilhadeira estacionada em qualquer lugar. Você não faria isso com seu automóvel, faria? Crie um estacionamento para todas as empilhadeiras existentes em sua empresa.

Escolha um local com piso plano, concretado, bem ventilado, coberto e longe de bueiros. Pensando em uma eventual necessidade e para total segurança de todos, o ambiente deve conter extintor de incêndio próximo e oferecer luz artificial.

Ao estacionar uma máquina, baixe completamente os garfos, acione o freio de mão, calce de ambos os lados uma das rodas e feche o registro do botijão de GLP.

Entregue sua empilhadeira para mecânicos profissionais

Essa é uma dica que deve ser seguida à risca. Economizar no momento de uma manutenção pode sair caro mais para frente. Tanto para a máquina, como para a saúde de um operador de empilhadeira.

A manutenção de empilhadeiras exige uma série de procedimentos que somente um profissional gabaritado pode realizar.

Manutenção preventiva diária de empilhadeiras

Esse tipo de manutenção deve fazer parte da rotina do operador de empilhadeira e/ou dos responsáveis pelo equipamento. Aliás, os cuidados tomados pelo operador em relação à empilhadeira é uma parte vital em qualquer programa de manutenção preventiva.

Sua participação fará com que defeitos sejam resolvidos antes que causem maior prejuízo.

Antes de funcionar uma máquina, é indicado seguir as seguintes instruções:

  • Verificar toda a empilhadeira em busca de arranhões, empenos e amassados;
  • Verificar visualmente a existência de vazamentos de água ou óleo;
  • Verificar visualmente a existência de trincas ou outros problemas mecânicos;
  • Verificar a pressão dos pneus;
  • Verificar o nível do fluido de freio;
  • Verificar o nível da água do sistema de arrefecimento;
  • Verificar o nível do óleo do motor;
  • Verificar o nível do óleo da transmissão;
  • Verificar o nível da água da bateria;
  • Verificar o nível do óleo do sistema hidráulico;
  • Verificar o estado das correias;
  • Verificar e limpar, se necessário, o elemento purificador de ar;

Após ligar a máquina:

  • Verificar o funcionamento de todo o trem de força quanto a ruídos anormais e vibrações;
  • Verificar o funcionamento do freio de estacionamento e de serviço;
  • Verificar o funcionamento da buzina, do painel e dos instrumentos de luzes.

Realize ainda os testes de rodagem e de carga diariamente depois de cada serviço de manutenção ou reparo. Faça os testes utilizando a capacidade de carga indicada para a máquina e com os garfos posicionados corretamente. Esses testes devem ser realizados em uma área segura.

Antes de finalizarmos, mantenha o operador de empilhadeira ciente de que qualquer problema técnico existente durante um dia de trabalho deve ser reportado.

Muitas vezes o operador evita reportar essas falhas ao perceber que perderá minutos de trabalho que podem culminar com uma saída mais tardia do expediente.

Ou quando a empresa percebe que o mais importante é que o trabalho seja concluído. Ambos os casos podem resultar em um acidente que poderia ser perfeitamente evitado.
Se você tiver outras informações válidas sobre manutenção de empilhadeiras, compartilhe com a gente nos comentários. Caso tenha experiência nesse assunto, ajude-nos a enriquecer ainda mais este artigo.

Postagens recentes
Precisa de Ajuda? Fale Conosco
manutenção de empilhadeirasPrevina acidentes, fazendo a manutenção preventiva das empilhadeiras.